domingo, 13 de setembro de 2015

Cortina de fumaça














É importante questionar sobre a contínua capacidade de nossa atividade mental em interpretar notícias que são passadas para nós pelas mídias de comunicação e talvez venham a nos colocar numa postura defensiva e até  mesmo ofensiva , sobre fatores que estão levando os nossos olhos para outros lugares e nos retirando do foco  em que deveríamos estar mirados. É preciso ressaltar a relatividade do levantamento das variáveis envolvidas. A maneira  que a noticias chega até nossa casa é  sempre  embutidamente defendendo alguma postura que alguém quer  que defendamos também. Um tipo de  indução que  produz  pessoas que pensam igual, e pensar igual não é um bom negócio se tratando de um país continental como Brasil, temos contextos extremamente diferentes num mesmo país. E corremos o risco de defendermos uma bandeira que todo mundo está balançando sem nem saber o porquê, "o importante é que estamos na moda", reforçamos  as fileiras de pseudos-defensores do país, que apresentam um idealismo burro que no final vai simplesmente se transformar em plataforma politica para que algum politico  se beneficie.  A nível reflexão,  é preciso pensar no desenvolvimento contínuo de distintas formas de atuação, a mais importante é a ponderação,pois no momento estamos cegos numa "cortina de fumaça" de processos sobre corrupção, isso representa uma cegueira social que nos quer contaminar. No contexto atual, o aumento do diálogo entre os diferentes setores sociais nos obriga à uma análise das posturas que estamos assistindo nas  notícias dos telejornalismos, onde está sempre pintando um  quadro de trevas .  A consulta aos diversos meios de comunicação não deve passar por nós  sem uma boa filtragem independentemente  de quão sério seja o emissor da noticia! 



É preciso ponderação!

It is important to question about the continued ability of our mental activity in interpreting news that are passed to us by the communication media and maybe they will put us in a defensive and even offensive on factors that are leading our eyes elsewhere and removing the focus on what we should be targeted. It should be emphasized the relativity of survey of the variables involved. The way the news comes to our house is always embutidamente advocating any position that someone wants us to defend well. A kind of induction which produces people who think alike and think alike is not a good deal when dealing with a continental country like Brazil, have extremely different contexts in the same country. And we run the risk of defending a flag that everyone is swinging without even knowing why, "the important thing is that we are in fashion", strengthened the ranks of pseudo-defenders of the country, presenting a donkey idealism that in the end will simply turn into political platform for any politician to take advantage. The level reflection, you have to think to continuously develop different forms of action, the most important is the consideration, for the moment we are blind in a "smoke screen" of cases of corruption, it is a social blindness that wants to infect. In the current context, the increased dialogue between the different social sectors requires us to an analysis of the attitudes that we are seeing in the news of telejornalismos, which is always painting a dark picture. Consultation with various media should not pass us by without a good filtering regardless of how serious is the originator of the news!

We must balance!



Nenhum comentário: